Londres se queixa com EUA por vazamento de informações sobre atentado

Londres, 25 Mai 2017 (AFP) - As autoridades britânicas ficaram "furiosas" com os Estados Unidos pelo vazamento de vários dados da investigação sobre o atentado em Manchester compartilhados com Washington, incluindo fotos da bomba utilizada.

A ministra britânica do Interior, Amber Rudd, se queixou de que dados compartilhados com o departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos e com outras agências de Inteligência foram vazados à imprensa americana, inclusive antes de as autoridades da Grã-Bretanha decidirem divulgá-los.

"Estamos furiosos. Isto é completamente inaceitável", disse um funcionário do governo. "Estas imagens vazadas de dentro do sistema americano são uma dor para as vítimas, para suas famílias e para a opinião pública em geral".

"A polícia britânica foi muito clara ao dizer que queria controlar o fluxo da informação para proteger os trabalhos operacionais (...) e o elemento surpresa", destacou Rudd à rede BBC. "Por este motivo, é muito irritante quando ocorre vazamento por outras fontes e dissemos claramente a nossos aliados que isto não pode voltar a acontecer".

Sobre se o vazamento prejudicou a investigação, Rudd declarou: "não iria tão longe".

Mesmo após a queixa britânica, o jornal The New York Times voltou a publicar fotos do local do atentado e de fragmentos da bomba.

bur-ar-pmh-rjm/lr

THE NEW YORK TIMES COMPANY

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos