PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Rússia liberta ativistas tártaros da Crimeia

25/10/2017 18h53

Simferopol, 25 Out 2017 (AFP) - Dois importantes representantes da comunidade tártara da Crimeia, opostos à anexação desta península ucraniana por Moscou e condenados pela justiça russa, foram libertados nesta quarta-feira e enviados à Turquia, informaram seus advogados.

"Ilmi Umerov e Akhmet Chigoz foram libertados e seu avião, provavelmente, já pousou em Ancara", disse à AFP Maie Umerova, mulher de Ilmi Umerov, confirmando informações dos advogados.

Chigoz, ex-vice-presidente da Medjlis, a proibida assembleia dos tártaros da Crimeia, foi condenado em setembro a oito anos de prisão por organizar uma "agitação em massa" em fevereiro de 2014, semanas antes da Rússia anexar o território.

Umerov, vice-presidente da mesma assembleia, foi condenado semanas depois a dois anos de prisão por "apologia ao separatismo", mas seguia em liberdade a espera do julgamento de sua apelação pela Suprema Corte da Crimeia.

Segundo o advogado Mark Feïguine, Umerov tem diabetes, Mal de Parkinson e sofreu recentemente um AVC.

str-pop/gmo/lr

Internacional