Congresso dos EUA adota financiamento para evitar apagão federal

Washington, 22 dez 2017 (AFP) - O Congresso dos Estados Unidos adotou, nesta quinta-feira (21), uma medida de financiamento temporário para evitar a paralisação da administração federal, à espera de um acordo duradouro entre o presidente Donald Trump e os legisladores sobre o orçamento.

Por 66 votos contra 32, o Senado aprovou a extensão do financiamento até 19 de janeiro, seguindo os passos da Câmara de Representantes.

Uma parte da minoria democrata se opôs ao texto, especialmente por não prever medidas para a regularização de jovens imigrantes em situação ilegal, conhecidos como "dreamers".

Com a prorrogação, o governo poderá funcionar normalmente durante quatro semanas e os legisladores - da maioria e da oposição - terão mais tempo para fazer acordos sobre verbas para todo o ano orçamentário de 2018, que vai até 30 de setembro.

O texto adotado nesta quinta-feira prevê medidas importantes, como o desbloqueio de várias centenas de milhões de dólares para construir uma nova base de mísseis no Alasca e para reparar dois navios americanos danificados em acidentes recentes.

Além disso, inclui autorização até 31 de março de um programa de seguro médico público para 8,9 milhões de crianças, conhecido como "CHIP". Permite ainda que um programa de controle de comunicações pela internet fora dos Estados Unidos, cuja autorização legal vence no final do ano, continue vigente até 19 de janeiro.

Com o resultado, os legisladores republicanos partem para o Natal com a sensação de dever cumprido, depois da aprovação pelo Congresso de uma grande reforma tributária, na véspera.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos