Ex-presidente peruano Fujimori seguirá internado após indulto

Lima, 25 dez 2017 (AFP) - O indultado ex-presidente do Peru Alberto Fujimori permanecerá hospitalizado em uma unidade de terapia intensiva em uma clínica de Lima, onde se recupera de uma arritmia cardíaca e de uma hipotensão, informou à AFP seu médico pessoal.

"A alta dependerá da evolução" do quadro de Fujimori, disse o médico Alejandro Aguinaga, que descartou a saída imediata do ex-presidente da clínica.

Alberto Fujimori, 79 anos, está internado desde sábado na clínica Centenário, para a qual foi levado de ambulância da base policial onde cumpria sua pena de prisão, no leste de Lima.

"Segue sob cuidados intensivos, sua evolução é favorável, mas ainda são necessários outros exames", disse Aguinaga à AFP.

O congressista Kenji Fujimori, filho mais novo do ex-presidente, divulgou nas redes sociais um vídeo ao lado do pai na UTI, que revelam o rosto inchado do paciente.

"O tempo que permanecerá aqui não posso dizer, dependerá da resposta ao tratamento", disse Aguinaga, recordando que Fujimori "tem várias patologias degenerativas e uma fibrilação auricular, um problema que vem se acentuando no coração".

Fujimori já realizou seis cirurgias na língua por lesões cancerígenas, tem hipertensão e já sofreu um leve acidente vascular cerebral (ACV).

No domingo, Fujimori recebeu um indulto humanitário e o perdão do presidente Pedro Pablo Kuczynski, em uma decisão baseada na recomendação de uma junta médica oficial que examinou o ex-presidente no dia 11 de dezembro.

A referida junta "determinou que o Sr. Fujimori sofre de uma doença progressiva, degenerativa e incurável e que as condições carcerárias significam um sério risco para sua vida, saúde e integridade", ressaltou a presidência peruana.

O indulto provocou o protesto das famílias de 25 vítimas assassinadas por esquadrões da morte do Exército durante o regime de Fujimori. Esse caso foi o que acabou levando o ex-presidente à prisão, após ser condenado como responsável pelos homicídios.

Fujimori continua a ser popular apesar dos abusos cometidos durante o seu regime. Muitos o reconhecem por ter conseguido derrotar os guerrilheiros do Sendero Luminoso e do MRTA e estabilizar a economia após a crise produzida sob o primeiro governo de Alan García (1985-1990).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos