Japonesa morre de frio após passar 15 anos em cativeiro pelos pais

Tóquio, 27 dez 2017 (AFP) - A polícia japonesa prendeu um casal de Osaka que manteve a filha em cativeiro durante mais de 15 anos. A filha morreu de frio aos 33 anos, segundo a imprensa local.

Os pais, com mais de 50 anos, confessaram que deixaram a filha trancada em um pequeno quarto de sua residência desde que ela tinha 16 ou 17 anos, segundo a agência de notícias Kyodo.

O casal se entregou à polícia após a morte da filha.

A necropsia revelou que a jovem morreu de frio e estava em uma condição de desnutrição de extrema gravidade, com apenas 19 quilos.

Os pais afirmaram aos investigadores que decidiram trancar a filha porque ela sofria de uma doença mental que provocava um comportamento violento, informou o canal de televisão público NHK.

Ela era alimentada apenas uma vez por dia, segundo a imprensa.

O casal se comunicava com a filha através de um interfone fixado no quarto. Também instalaram várias câmeras ao redor da casa para, talvez, garantir que ninguém descobrisse o segredo, segundo o jornal Yomiuri Shimbun.

A polícia de Osaka, procurada pela AFP, não comentou o caso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos