PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Cuarón e Lubezki pedem por aparição de estudantes de cinema no México

24/03/2018 22h10

Guadalajara, México, 25 Mar 2018 (AFP) - Os cineastas mexicanos Alfonso Cuarón e Emmanuel Lubezki se somaram, neste sábado (24), às vozes que reclamam a aparição com vida de três estudantes de cinema desaparecidos desde segunda-feira passada na cidade mexicana de Guadalajara (oeste).

Os cineastas assinaram uma carta publicada na imprensa local, dirigida ao governador do estado de Jalisco, Jorge Aristóteles Sandoval.

"Exigimos de todas as autoridades, locais, estaduais e federais, o seguinte: tomem medidas sobre o assunto para localizar os alunos Javier Salomón Aceves Gastélum, Daniel Díaz e Marcos Ávalos com vida", indica o documento.

O paradeiros dos jovens, da Universidade de Meios Audiovisuais, é desconhecido desde a segunda-feira passada, quando voltavam de uma filmagem em Tonalá, Jalisco.

Segundo depoimentos, o carro no qual viajaram quebrou e quando pararam para consertá-lo foram interceptados por entre seis e oito homens, que os teriam levado a força para outro veículo.

O governador anunciou na sexta-feira uma recompensa de mais de 50 mil dólares por informação que leve à localização dos estudantes.

Guillermo del Toro, que ganhou o Oscar de melhor diretor por "A Forma da Água", se pronunciou na quinta-feira passada nas redes sociais.

Cuarón ganhou o Oscar de melhor diretor por "Gravidade" em 2013, e Lubezki ganhou o prêmio de melhor fotografia por três anos consecutivos.

Internacional