PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Ex-chefe do Estado-Maior de Israel cria partido que ameaça Netanyahu

27/12/2018 21h58

Jerusalém, 27 dez 2018 (AFP) - O ex-chefe do Estado-Maior israelense Benny Gantz anunciou nesta quinta-feira a criação de um partido político, em decisão interpretada pela imprensa local como sua possível candidatura às eleições gerais de 9 de abril e um desafio ao premier Benjamin Netanyahu.

O novo partido - "Hossen LeIsrael" (Resiliência para Israel) - pretende "reforçar o caráter judeu e democrático do Estado de Israel", segundo seu registro, consultado pela AFP.

Caso concorra nas eleições de 9 de abril, o partido de Gantz obterá entre 13 e 20 cadeiras no Parlamento israelense, integrado por 120 deputados, segundo as pesquisas.

Os deputados israelenses aprovaram na quarta-feira a dissolução da Assembleia Nacional e a organização de eleições antecipadas.

Segundo a imprensa israelense, a criação do "Hossen LeIsrael" equivale à candidatura de Gantz - chefe do Estado-Maior entre 2011 e 2015 - às eleições de 9 de abril.

As principais propostas programáticas do novo partido não foram reveladas.

Moshé Yaalon, que foi chefe do Estado-Maior e ministro da Defesa de Benjamin Netanyahu entre 2013 e 2015, também apresentou, na quarta-feira, seu próprio partido.

Segundo alguns meios de comunicação, Yaalon e Gantz poderiam integrar uma mesma chapa, com programa conservador, para tentar seduzir o eleitorado do Likud, de Netanyahu.

mib/lr

Internacional