PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Portos italianos continuam fechados para migrantes, diz Salvini

24/01/2019 15h46

Roma, 24 Jan 2019 (AFP) - O ministro do Interior italiano, Matteo Salvini, líder da Liga (extrema-direita), reafirmou nesta quinta-feira que os portos italianos continuam fechados para os barcos das ONGs que resgatam migrantes, um dos quais parece estar se aproximando da ilha da Sicília.

"Enésima provocação à vista: após passar dias em águas maltesas, o barco holandês "Sea Watch 3", com 47 (migrantes) a bordo, se dirige para a Itália", escreveu Salvini no Twitter.

"Reitero que nossa linha não muda e não mudará. Ninguém desembarcará na Itália. Estamos dispostos a enviar medicamentos, alimentos e tudo que (os migrantes a bordo) necessitem, mas os portos italianos estão e permanecerão fechados", afirmou Salvini.

O outro vice-primeiro-ministro no governo, Luigi Di Maio, chefe do Movimento 5 Estrelas (M5S, antissistema), convidou o barco a se dirigir a França.

O "Sea Watch 3", que navega com bandeira holandesa, mas integra a ONG alemã Sea Watch, resgatou há seis dias 47 migrantes em frente à costa líbia, e busca um porto seguro para desembarcá-los, mas Malta e Itália se negam a deixá-lo atracar.

ljm/cm/mra/age/pb/jz/db

Twitter

Internacional