Topo

Ministro irlandês acusa Boris Johnson de criar um conflito com a UE

Novo primeiro-ministro, Boris Johnson, faz seu primeiro discurso em frente ao número 10 da Downing Street - Hannah McKay/Reuters
Novo primeiro-ministro, Boris Johnson, faz seu primeiro discurso em frente ao número 10 da Downing Street Imagem: Hannah McKay/Reuters

Em Dublin (Irlanda)

26/07/2019 11h53

O chanceler irlandês, Simon Coveney, acusou hoje o novo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, de intencionalmente levar o Reino Unido a um confronto com a União Europeia.

"Ele parece ter tomado a decisão deliberada de levar o Reino Unido a um confronto com a UE e a Irlanda nas negociações do Brexit", disse Simon Coveney, segundo a televisão estatal RTE.

Durante seu primeiro discurso aos deputados britânicos ontem, Johnson pediu à UE um novo acordo, diferente do alcançado entre a ex-primeira-ministra Theresa May e a UE, e rejeitado três vezes por deputados.

Johnson alegou, em particular, "a abolição da salvaguarda irlandesa", um pedido considerado "inaceitável" pelo negociador da UE, Michel Barnier.

A salvaguarda é uma disposição fundamental do acordo de retirada do bloco, que visa a impedir a reimposição de controles na fronteira entre a província britânica da Irlanda do Norte e sua vizinha República da Irlanda após o Brexit.

Mais Internacional