PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Wuhan corre contra o relógio para construir um hospital em 10 dias

Hospital está sendo construído em Wuhan para tratar pacientes com coronavírus - Reprodução/Twitter/Xinhua
Hospital está sendo construído em Wuhan para tratar pacientes com coronavírus Imagem: Reprodução/Twitter/Xinhua

Em Wuhan

27/01/2020 11h22

Nos arredores de Wuhan, a construção de um hospital com mil leitos se assemelha a uma corrida contra o relógio, com centenas de trabalhadores, dezenas de escavadeiras e seus termômetros para detectar a pneumonia viral.

"É preciso trabalhar rápido para combater a epidemia", diz um trabalhador, que prefere não dar seu nome.

Ele diz trabalhar nove horas por dia, "às vezes mais, às vezes menos, depende das necessidades".

Em Wuham, epicentro da epidemia e uma cidade em quarentena, os hospitais ficaram sobrecarregados com o fluxo de pacientes afetados pela pneumonia, ou simplesmente com medo de contágio.

UOL Explica - O que é o coronavírus?

UOL Notícias

As autoridades decidiram, assim, iniciar a construção de dois novos hospitais, que devem ser concluídos em tempo recorde.

Segundo a imprensa estatal, a construção do primeiro hospital começou na sexta-feira e será concluída em 3 de fevereiro, e terá uma área de 25 mil m².

Um segundo hospital com mil leitos será construído dentro de duas semanas.

"Vamos Wuhan!"

Ambos os hospitais receberão exclusivamente pacientes vítimas do novo vírus.

"É preciso isolar os doentes e tratá-los o mais rápido possível", disse à AFP Chen Bingzhong, ex-chefe do Ministério da Saúde.

"O poder de contágio deste vírus é muito grande", diz ele.

"Vamos lá, Wuhan!" são os dizeres de uma faixa colocada na frente de um caminhão da obra, que reproduz o grito de encorajamento que prevalece nesta cidade, uma vez que foi isolada do mundo.

Na área das obras, as escavadeiras carregam os caminhões com terra, enquanto o solo é preparado para ser a fundação do futuro hospital, onde teoricamente os primeiros pacientes devem chegar em uma semana.

Técnicos foram ativados para instalar eletricidade, e outros o fazem com antenas 5G.

Outros colocam a tubulação de água.

Os trabalhadores, que são levados para o setor de ônibus, devem passar por um controle de temperatura quando retornam para suas casas ou locais de descanso, localizados do outro lado da rua.

Um guarda, com um termômetro eletrônico, testa sua própria temperatura em alguns segundos.

24h por dia

A China já construiu um hospital em Pequim em tempo recorde - uma semana - durante a mortal epidemia de SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave) em 2003.

Segundo a agência Xinhua, o novo hospital construído em Wuhan é projetado de acordo com o mesmo modelo, de módulos pré-fabricados.

Um chefe de uma das empresas de construção disse que a agência "mobilizou todos os trabalhadores existentes em Wuhan", já que muitos estavam fora da cidade devido aos feriados do Ano Novo Chinês.

"Eles operam em equipes para garantir o trabalho 24 horas por dia", afirmou.

Segundo o governo, o orçamento para construção e material dos dois hospitais é de 300 milhões de iuanes (cerca de R$ 181,2 milhões).

Zang, um trabalhador que chegou há três dias de uma província vizinha, explica que seu trabalho será concluído em três dias.

Em uma cidade traumatizada pelo vírus, Zang diz que não tem medo de contágio, pois todos estão bem na obra e os doentes estão hospitalizados.

Internacional