PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Esse conteúdo é antigo

Sobe para sete o número de mortos pelo terremoto que atingiu o México

23.jun.2020 - Terremoto em Oaxaca, no México, danificou construções - Xinhua/Str
23.jun.2020 - Terremoto em Oaxaca, no México, danificou construções Imagem: Xinhua/Str

24/06/2020 14h49

O número de mortos pelo terremoto de magnitude 7,5 que atingiu o México ontem subiu para sete, após a confirmação de mais uma vítima nesta quarta-feira, informou o governo de Oaxaca, no sul do país, o estado mais atingido e epicentro do tremor.

"Meus mais profundos pêsames. Atualmente existem sete mortes no estado de Oaxaca", disse o governador do estado, Alejandro Murat, em entrevista à Rede Milenio.

O político também explicou que aumentou para 2.000 - quase quatro vezes - o número de casas atingidas em 85 municípios. "Continuaremos a realizar uma pesquisa para quantificar melhor o impacto", afirmou.

Murat confirmou que socorristas estão trabalhando na remoção de escombros em uma rodovia.

"A Cruz Vermelha e as forças armadas já estão em Ozolotepec, mas ainda seguem em movimento. Há trabalhos para remover os escombros, desmoronamentos. Nesse momento preliminar, eles me dizem que não há mais pessoas incomunicáveis, embora haja três feridos.", disse.

23.jun.2020 - Edifício sofreu danos após terremoto na Cidade do México - REUTERS/ Carlos Jasso - REUTERS/ Carlos Jasso
23.jun.2020 - Edifício sofreu danos após terremoto na Cidade do México
Imagem: REUTERS/ Carlos Jasso

Anteriormente, o coordenador nacional de Proteção Civil, David León, informou que até o amanhecer de quarta-feira haviam sido registrados 1.571 tremores secundários, sendo um de 5,5 com a maior magnitude.

León indicou que o terremoto deixou 23 pessoas feridas e 21 hospitais com pequenos danos.

O terremoto que atingiu o México na terça-feira teve seu epicentro em Crucecita, estado de Oaxaca.

O movimento foi percebido em várias partes do país, principalmente na capital, Cidade do México, onde o alarme sísmico soou com antecedência e permitiu que centenas de pessoas saíssem dos edifícios a tempo.

Internacional