PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Cinco civis são mortos em ataque de foguete que mirava militares dos EUA em Bagdá

O disparo, segundo o Exército dos EUA, tinha como alvo o Aeroporto de Bagdá, onde soldados americanos estão posicionados - Sam McNeil/AP Photo
O disparo, segundo o Exército dos EUA, tinha como alvo o Aeroporto de Bagdá, onde soldados americanos estão posicionados Imagem: Sam McNeil/AP Photo

Em Bagdá (Iraque)

28/09/2020 16h04

Três crianças e duas mulheres de uma mesma família morreram hoje depois que um foguete atingiu a casa em que viviam em Bagdá, capital do Iraque.

Outros três soldados, sendo um britânico, um americano e um iraquiano, também foram mortos, além de dois soldados subcontratados, sendo um americano e um iraquiano.

O disparo, segundo o Exército dos Estados Unidos, tinha como alvo o Aeroporto de Bagdá, onde soldados americanos estão posicionados.

O ataque de hoje é o mais recente de uma longa série de disparos iniciados depois que Washington ameaçou fechar sua embaixada e retirar seus militares do Iraque.

É a primeira vez, no entanto, que tantos civis morrem em um desses ataques. De acordo com o Exército dos EUA, outras duas crianças ficaram feridas.

De outubro de 2019 ao final de julho, ocorreram 39 ataques mirando interesses dos Estados Unidos no Iraque. Esses atentados, que foram recentemente reivindicados por grupos desconhecidos, causaram poucas vítimas. O de hoje, especificamente, ainda não foi reinvidicado.

O Exército iraquiano acusou "gangues de criminosos e ilegais" que buscam "criar o caos e aterrorizar o povo" de realizarem os ataques que mataram os cinco civis e os cinco soldados.

Internacional