PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Manifestantes foram atingidos 104 vezes por carros em protestos nos EUA

Arquivo - Em julho, motorista invadiu via onde acontecia um protesto contra o racismo e atropelou e matou manifestante em Seattle - Reprodução/Twitter
Arquivo - Em julho, motorista invadiu via onde acontecia um protesto contra o racismo e atropelou e matou manifestante em Seattle Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

28/09/2020 10h40

Os Estados Unidos registraram, entre 27 de maio e 5 de setembro, ao menos 104 incidentes com motoristas dirigindo veículos em meio aos protestos contra violência policial que ocorrem em diversos estados desde a morte de George Floyd. O levantamento foi feito por Ari Weil, pesquisador da Universidade de Chicago.

Testemunhas, policiais e especialistas em terrorismo ouvidos pelo jornal USA Today disseram que alguns dos incidentes com veículos parecem ser direcionados e motivados politicamente; outros parecem ser situações em que o motorista ficou assustado ou furioso com os manifestantes ao redor do veículo.

Ao menos duas mortes foram registradas em Seattle e em Bakersfield, na Califórnia.

Weil disse que ao analisar a cobertura de notícias, documentos judiciais e padrões de comportamento — como quando as pessoas supostamente gritavam insultos aos manifestantes ou se viravam para um segundo golpe — ele determinou que pelo menos 43 dos incidentes foram maliciosos e 39 motoristas foram acusados formalmente.

A maioria dos incidentes aconteceu em junho, nas semanas seguintes ao assassinato de Floyd, em 25 de maio. "Embora esses incidentes tenham se concentrado no início do período de protesto, eles continuam ocorrendo", disse Weil no Twitter na quinta-feira. "À medida que a retórica violenta se intensifica na preparação para as eleições, me preocupo com um aumento nesses incidentes."

Nova York, Califórnia, Oregon e Flórida registraram o maior número de incidentes, de acordo com os dados do pesquisador.

Internacional