PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Região da Etiópia é alvo de ataque; número de mortos é indeterminado

Mulher é levada para o Ayder Referral Hospital, em Mekele, após ataque aéreo na região do Tigré, na Etiópia - Tigray Guardians 24 via Reuters
Mulher é levada para o Ayder Referral Hospital, em Mekele, após ataque aéreo na região do Tigré, na Etiópia Imagem: Tigray Guardians 24 via Reuters

Em Mekele (Etiópia)

23/06/2021 16h19Atualizada em 23/06/2021 17h05

Um ataque aéreo atingiu ontem um mercado movimentado em Togoga, na região etíope do Tigré, deixando dezenas de feridos e um número indeterminado de mortos, informaram um médico e várias testemunhas hoje.

"Houve muitos feridos e mortos", disse à AFP Birhan Gebrehiwet, uma sobrevivente, cuja casa perto do mercado foi destruída ontem. "Passamos por cima deles e de seu sangue", acrescentou.

Birhan disse que estava comprando bebidas na hora do almoço quando aconteceu o ataque. "Tenho certeza de que veio do ar", afirmou.

Um trabalhador de emergência do hospital na capital regional Mekele, localizado a cerca de 30 quilômetros de distância, disse que seis feridos foram internados, incluindo três crianças. Outros estavam sendo impedidos pelos soldados de deixarem Togoga.

"Há 45 pessoas feridas, às quais se negou acesso e que correm o risco de morrer", acrescentou a mesma fonte.

Um motorista de ambulância disse tentou sair de Mekele "até quatro vezes" para ajudar as pessoas. "Mas os soldados não nos deixam ir", disse ele.

Apoiado por tropas eritreias, o Exército da Etiópia faz uma operação no norte desde novembro contra as forças das antigas autoridades regionais.

Familiares de um homem gravemente ferido no ataque disseram que ele testemunhou duas explosões de projéteis lançados de aviões. Procuradas pela AFP, as autoridades etíopes não fizeram comentários.

Na última segunda-feira (21), foram realizadas eleições em grande parte da Etiópia, mas não em Tigré, devido ao conflito em curso que, segundo a ONU, deixou 350 mil pessoas à beira da fome.

Internacional