PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
2 meses

Governo afegão nega que talibãs controlem 90% das fronteiras do país

13.jul.2021 - Membros das Forças Especiais Afegãs se reagrupam após fortes confrontos com o Talibã, na província de Kandahar, no Afeganistão - REUTERS/Danish Siddiqui
13.jul.2021 - Membros das Forças Especiais Afegãs se reagrupam após fortes confrontos com o Talibã, na província de Kandahar, no Afeganistão Imagem: REUTERS/Danish Siddiqui

Da AFP, em Cabul

23/07/2021 05h16Atualizada em 23/07/2021 07h36

A afirmação dos talibãs de que controlam 90% das fronteiras do Afeganistão é uma "mentira absoluta", afirmou hoje o ministério da Defesa do país.

"É uma propaganda sem fundamento", afirmou à AFP o porta-voz do ministério, Fawad Aman, um dia depois do anúncio dos insurgentes de que controlam a quase totalidade das fronteiras com Tadjiquistão, Uzbequistão, Turcomenistão e Irã, algo que não foi possível verificar com fontes independentes.

Nesta sexta-feira, o porta-voz do ministério insistiu que as forças governamentais controlam as fronteiras do país e todas "as principais cidades e estradas".

Os talibãs executam desde maio uma ofensiva geral contra as forças governamentais à medida que as tropas internacionais concluem o processo de retirada do Afeganistão, após 20 anos de presença.

Desde então, os rebeldes islamitas assumiram o controle de vastos territórios rurais, assim como de muitos postos de fronteira cruciais, e cercam as grandes cidades.

Sem o crucial apoio dos Estados Unidos, as forças afegãs opõem uma pequena resistência e controlam apenas as principais capitais de províncias e as grandes rodovias.

Os rebeldes já afirmaram que controlavam 85% do território nacional, o que foi contestado pelo governo e não pôde ser comprovado de forma independente.