PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Apicultor é suspeito de causar incêndio florestal em meio a onda de calor na Grécia

Fogo atinge região próxima a Atenas - REUTERS/Costas Baltas
Fogo atinge região próxima a Atenas Imagem: REUTERS/Costas Baltas

28/07/2021 08h26

As autoridades gregas suspeitam de que um apicultor tenha originado o incêndio florestal que atingiu várias casas no Monte Pentélico, nos subúrbios de Atenas - informou hoje, à AFP, o vice-ministro de Proteção Civil, Nikos Hardalias.

Ontem, a polícia chegou a prender outras quatro pessoas no âmbito da investigação aberta para determinar as causas do incêndio, mas elas foram liberadas, acrescentou o vice-ministro.

O apicultor de 64 anos foi interrogado pela polícia sob suspeita de ter queimado folhagem perto de suas colmeias em Stamata, informou o Ministério de Proteção Civil.

O incêndio começou às 11h39 de ontem, na localidade de Stamata, a cerca de 30 km de Atenas, e se propagou até os municípios de Dionisos e Rodopoli, sem deixar vítimas.

Nesta quarta pela manhã, o fogo estava "sob controle", disseram os bombeiros locais à AFP.

"Uma casa foi queimada, e outras 12 sofreram danos, sobretudo, nos telhados. Dez carros foram carbonizados", detalhou a Defesa Civil.

Pelo menos 310 bombeiros participaram das operações, junto com dez helicópteros e oito bombardeiros de água, segundo o Corpo de Bombeiros. O trabalho transcorreu sob difíceis condições, com ventos a 38 km/h e termômetros a 37°C.

O fogo se espalhou rapidamente, e alguns moradores tiveram de deixar suas casas, ameaçadas pelas chamas.

Os incêndios florestais são frequentes na Grécia. A partir desta quinta-feira (29), espera-se uma onda de calor excepcional.

Em julho de 2018, 102 pessoas morreram por um incêndio na cidade costeira de Mati, perto de Atenas.

Internacional