PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Papa se encontrará com a minoria cigana em sua visita à Eslováquia

Papa Francisco se encontrará com a minoria cigana em sua visita à Eslováquia - Remo Casilli/REUTERS
Papa Francisco se encontrará com a minoria cigana em sua visita à Eslováquia Imagem: Remo Casilli/REUTERS

02/08/2021 14h55Atualizada em 02/08/2021 15h41

O papa Francisco planeja se reunir com a minoria cigana da Eslováquia durante sua visita a este país europeu no próximo mês, disse um arcebispo local em um comunicado nesta segunda-feira (2), por ocasião do Dia em Memória do Holocausto Cigano.

Durante sua estadia na Eslováquia, de 12 a 15 de setembro, o pontífice se reunirá com a comunidade cigana de Lunik IX, bairro da cidade de Kosice (sul).

"O Papa Francisco está ciente dos problemas das minorias e aceitou o encontro agendado para Lunik IX", disse Bernard Bober, arcebispo de Kosice.

"Este pode ser um novo ponto de partida para a cooperação da maioria com a minoria", acrescentou.

Quase 20% dos 400 mil ciganos eslovacos vivem em pobreza profunda em mais de 600 favelas, principalmente no sul e no leste deste país de 5,4 milhões de habitantes.

A chefe do governo responsável pela questão do povo cigano, Andrea Buckova, declarou na segunda-feira que era necessário lembrar às gerações mais jovens que o racismo e o discurso de ódio não têm lugar na sociedade.

"Infelizmente, a discriminação persiste na Eslováquia, enquanto os estereótipos e preconceitos em relação aos ciganos se aprofundam", disse ela à agência de notícias eslovaca SITA.

O Dia em Memória do Holocausto Cigano relembra os acontecimentos de 2 a 3 de agosto de 1944, durante os quais cerca de três mil ciganos - principalmente mulheres, crianças e idosos - foram mortos no campo de extermínio nazista de Auschwitz-Birkenau.

Internacional