Rockstar Games publica trailer de 'Grand Theft Auto 6' e marca lançamento para 2025

O estúdio Rockstar Games lançou nesta segunda-feira (4) o primeiro trailer oficial do tão esperado jogo "Grand Theft Auto 6", popularmente conhecido como 'GTA', dez anos após o lançamento do último título da adorada série de videogames, e marcou seu lançamento para 2025.

Um vídeo divulgado pela empresa no YouTube, antes do previsto devido a um vazamento, mostra que o jogo será ambientado na fictícia Vice City, inspirada em Miami, e permitirá, pela primeira vez, utilizar um personagem feminino como protagonista.

O lançamento do primeiro vislumbre do GTA 6, programado para terça à noite, teve que ser antecipado devido a um vazamento.

"Nosso trailer vazou, então veja a versão real", escreveu a Rockstar Games, desenvolvedora do jogo, em uma mensagem no YouTube.

O vídeo acumulou quase 40 milhões de visualizações no YouTube em seis horas.

Lançado há uma década, GTA 5 vendeu cerca de 190 milhões de cópias, de acordo com a Take-Two Interactive (do conglomerado Rockstar), tornando-se o videogame mais vendido nos Estados Unidos na última década, com base nas vendas unitárias.

A franquia completa do GTA vendeu 410 milhões de cópias até o momento, segundo a Take-Two.

O analista da Wedbush, Nick McKay, estima que o quinto jogo, somado a uma expansão multijogador massivo online, gerou quase US$ 10 bilhões (R$ 49 bilhões) em receitas.

Com o enorme sucesso de vendas, também veio uma onda de controvérsias. Críticos do título acusaram o jogo de glorificar a violência e incentivar os jogadores a adotar comportamentos criminosos. Executivos da Take-Two negaram essas acusações.

Continua após a publicidade

No mundo fictício do GTA, um jogo fortemente influenciado pela cultura de gangues e música rap, os jogadores vendem drogas, lutam, roubam, assaltam e fogem das autoridades, entre outras coisas.

O título também oferece modos de jogo que incluem conteúdo sexual, interações em clubes de striptease, violência e assassinatos.

Em versões anteriores, os jogadores podiam assumir papéis na máfia italiana ou seguir os passos de chefes do crime como Tony Montana, o "Scarface".

GTA 5 incluía personagens transgêneros, mas "eram trabalhadoras do sexo caricaturizadas como mulheres transgêneros grotescas", disse Blair Durkee, diretora associada de videogames na GLAAD, uma organização sem fins lucrativos que defende a comunidade LGBTQ.

Segundo Durkee, não é difícil encontrar vídeos na internet em que jogadores agridem personagens trans com tacos de beisebol dentro do jogo.

"Esperamos realmente que o GTA 6 reflita uma atitude mais inclusiva em relação aos personagens e jogadores LGBTQ", disse Durkee.

Continua após a publicidade

Historicamente, os protagonistas do GTA têm sido personagens cheios de falhas, mas agradáveis em um mundo virtual "inspirado na loucura do que lemos nas notícias diárias", segundo o analista McKay.

"Posso jogar a narrativa principal, ou simplesmente explorar o mundo e causar o caos para passar o tempo", disse McKay. "Muito poucas coisas estão fora do alcance do jogador."

A Rockstar tem adicionado constantemente novo conteúdo à sua versão online do GTA, que é gratuita e inclui opções de compra de itens dentro do jogo.

gc/bgs/ag/cjc/am

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes