PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Cidade do Rio já registra sete casos da variante delta do coronavírus

Ao todo, 23 contatos dos sete casos estão sendo monitorados pelo setor de Vigilância em Saúde - Bruno Martins/Estadão Conteúdo
Ao todo, 23 contatos dos sete casos estão sendo monitorados pelo setor de Vigilância em Saúde Imagem: Bruno Martins/Estadão Conteúdo

16/07/2021 21h55Atualizada em 16/07/2021 22h13

A cidade do Rio registra sete casos da variante delta do coronavírus. A informação sobre a nova cepa do vírus — mais contagiosa que as anteriores — foi divulgada na noite desta sexta-feira (16) pela prefeitura. Os novos casos se somam a outros identificados anteriormente.

"A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio de Janeiro identificou mais quatro casos na cidade de síndrome gripal por covid-19 relacionado à variante Delta (B.1 617.2), após sequenciamento genômico. Além dos três casos divulgados anteriormente, foram notificados mais um homem de 25 anos, morador de Manguinhos, e outras três mulheres de 29, 65 e 47 anos, residentes de Campo Grande, Bangu e Santíssimo. Todos já estão curados", informou a prefeitura.

Segundo a nota, os três casos anteriormente identificados são de homens de 27 e 30 anos, residentes dos bairros de Olaria e Paquetá, e uma mulher de 72 anos, de Campo Grande.

Ao todo, 23 contatos dos sete casos estão sendo monitorados pela Vigilância em Saúde da secretaria, que também segue fazendo o acompanhamento epidemiológico da pandemia na cidade e, em conjunto com a Secretaria de Estado de Saúde e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o monitoramento da entrada de diferentes cepas.

A variante Delta preocupa as autoridades sanitárias porque é considerada muito mais transmissível que as anteriores. Além disso, o percentual de pessoas vacinadas com a segunda dose da vacina ainda é baixo no Brasil, sendo pouco superior a 15%. Nos países onde a variante Delta já chegou, como Estados Unidos e Inglaterra, ela se tornou predominante, fazendo disparar o número de novos casos.

Coronavírus