Estilistas da SPFW realizam protesto

São Paulo - Após o desfile da grife Cavaleira nesta manhã em um ferro velho no bairro da Mooca, em São Paulo, um grupo de estilistas, liderado por Paulo Borges, diretor criativo do SP Fashion Week (SPFW), fez um protesto. Vestindo uma camiseta com a frase "Presidente Dilma: precisamos falar com vc. A moda agradece", o grupo quer apresentar à presidente Dilma Rousseff as reivindicações para o desenvolvimento do setor.

Participaram da manifestação os estilistas Alexandre Herchcovitch, Alberto Hiar, Reinaldo Lourenço, Lino Vilaventura, Roberto e Raquel Davidowicz, João Pimenta, Samuel Cirnansck, Rodolfo Souza, Marcelo Sommer, Thomas Azulay, Fause Haten, Igor de Barros e Fabiano Grassi, além de profissionais da moda. "Queremos criar um plano de desenvolvimento para o futuro e vamos formular um manifesto com propostas definitivas para a categoria criativa da moda", afirmou Paulo Borges.

De acordo com nota distribuída à imprensa, é a primeira vez que o SPFW realiza um manifesto político, com o objetivo de buscar uma aproximação com o governo federal para, em conjunto, formular uma política econômica que torne a moda brasileira mais competitiva. No próximo dia 26, Paulo Borges e estilistas vão se reunir em São Paulo para definir os pontos que irão integrar o manifesto com reivindicações do setor e que deverá ser apresentado à presidente Dilma Rousseff.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos