Topo

Executivo diz que se arrepende de ter participado do esquema na Petrobras

Claudio Belli/Valor
Dalton Avancini, da Camargo Corrêa Imagem: Claudio Belli/Valor

De Brasília

2015-05-20T17:16:00

20/05/2015 17h16

O executivo Dalton Avancini, da Camargo Corrêa, começou seu depoimento à CPI da Petrobras falando em "profundo arrependimento" por ter participado do esquema de corrupção na Petrobras.

"Realmente lamento não ter tido a coragem e a força para romper o processo que acontecia (na estatal)", disse o ex-diretor-presidente da construtora, que admitiu "arrependimento tardio".

Avancini relatou seus 23 anos de trabalho prestados à empreiteira e afirmou que só passou a atuar em projetos com a Petrobras a partir de 2008.

Ao assumir a diretoria de Óleo e Gás, seu antecessor informou que a empreiteira tinha "compromissos" com as diretorias de Abastecimento e Serviços. A primeira, contou, era apoiada pelo PP, e a segunda, pelo PT.

Mais Notícias