PUBLICIDADE
Topo

Política

Futuro ministro deve reduzir secretarias no Itamaraty

Evaristo Sá/AFP
Imagem: Evaristo Sá/AFP

Luisa Marini, especial para a AE

Em Brasília

21/12/2018 12h21

O futuro ministro de Relações Exteriores, embaixador Ernesto Araújo, disse, nesta sexta-feira (21), que deve reduzir o número de secretarias do Itamaraty, sem detalhar como será a nova estrutura. Hoje, o MRE (Ministério de Relações Exteriores) abrange nove Subsecretarias-Gerais --e suas respectivas Coordenações, Departamentos e Divisões.

"Vai ter uma diminuição, mas não queria antecipar os dados do Itamaraty porque vai ter uma MP (medida provisória) conjunta", disse Araújo na saída do CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), sede do governo de transição.

Segundo o chanceler, a orientação do futuro de governo é de reduzir o número de pessoas dentro de todos os ministérios, mas, como no Itamaraty a maioria dos cargos é de carreira, ele não detalhou como será o corte. "A orientação geral é diminuir cargo comissionado, então a gente vai se adaptar a essa orientação."

Mais cedo, o futuro ministro escreveu no Twitter que vai criar um departamento do Agronegócio. Esse departamento vai ficar dentro de uma subsecretaria, explicou.

"Estamos criando no Itamaraty um Departamento do Agronegócio para trabalhar junto com o Ministério da Agricultura na conquista de mercados internacionais. Daremos ao agro a atenção que no MRE ele nunca teve", declarou na rede social.

Bolsonaro pede lista de prioridades aos futuros ministros

Band Notí­cias

Política