PUBLICIDADE
Topo

Esse conteúdo é antigo

Bolsonaro ironiza atos por impeachment: 'vi carreata monstro de uns 10 carros'

Daniel Weterman

Brasília

25/01/2021 11h11

O presidente Jair Bolsonaro ironizou as manifestações que cobraram a saída dele do cargo nos últimos dias. Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, o chefe do Planalto citou uma carreata em Campo Grande (MS). "Eu vi uma carreata monstro, de uns 10 carros, contra mim", disse Bolsonaro quando um apoiador se identificou como morador de Campo Grande. Na conversa, o presidente da República não fez outros comentários sobre a pressão para um processo de impeachment.

No domingo (24), o Movimento Brasil Livre (MBL) e o Vem Pra Rua, que organizaram atos durante o impeachment de Dilma Rousseff em 2016, protestaram contra Bolsonaro. Em São Paulo, segundo os organizadores, cerca de 500 carros participaram da manifestação. A Polícia Militar (PM) não fez estimativa.

Outros atos foram realizados em Belo Horizonte, no Rio de Janeiro, em Belém, Cuiabá, Brasília e Florianópolis. Para o MBL, Bolsonaro foi "um dos maiores estelionatos eleitorais da história". No sábado (23), também houve carreatas e atos de partidos de esquerda contra o presidente.

O governo Bolsonaro teve início em 1º de janeiro de 2019, com a posse do presidente Jair Bolsonaro (então no PSL) e de seu vice-presidente, o general Hamilton Mourão (PRTB). Ao longo de seu mandato, Bolsonaro saiu do PSL e ficou sem partido. Os ministérios contam com alta participação de militares. Bolsonaro coloca seu alinhamento político à direita e entre os conservadores nos costumes.