PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
15 dias

Tasso: PSDB entrará com ação para obrigar Bolsonaro a respeitar regras sanitárias

Presidente da CPI da Covid, Aziz pediu que o presidente Bolsonaro colabore "com a gente em relação a essas atitudes" - Edilson Rodrigues/Agência Senado
Presidente da CPI da Covid, Aziz pediu que o presidente Bolsonaro colabore "com a gente em relação a essas atitudes" Imagem: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Amanda Pupo e Matheus de Souza

Em Brasília

18/05/2021 10h55Atualizada em 18/05/2021 14h42

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) anunciou na manhã de hoje que o PSDB entrará na Justiça com uma ação para obrigar o presidente Jair Bolsonaro a respeitar as regras sanitárias recomendadas para diminuir a propagação da covid-19.

"PSDB vai entrar com ação para obrigar Bolsonaro a obedecer regras sanitárias da Saúde (Ministério da Saúde) e da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)", como distanciamento social e o uso de máscara, disse Jereissati.

Na CPI da Covid, o cearense também defendeu, assim como outros senadores, a reconvocação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para que ele também possa se manifestar sobre as aglomerações promovidas pelo presidente da República.

"Temos feito apelo para que presidente colabore com a gente em relação a essas atitudes. Precisamos ter um discurso unificado em relação à pandemia", comentou o presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM).

A CPI da Covid foi criada no Senado após determinação do Supremo. A comissão, formada por 11 senadores (maioria é independente ou de oposição), investiga ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia do coronavírus e repasses federais a estados e municípios. Tem prazo inicial (prorrogável) de 90 dias. Seu relatório final será enviado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.