Topo

Conteúdo publicado há
9 meses

Lula critica mansão de R$ 8,5 milhões da família de Mauro Cid

O presidente Lula em evento no Palácio do Planalto  - EVARISTO SA / AFP
O presidente Lula em evento no Palácio do Planalto Imagem: EVARISTO SA / AFP

Sofia Aguiar

Brasília

11/05/2023 22h23

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o imóvel pertencente à família do tenente-coronel Mauro Cesar Barbosa Cid, o ex-ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro, deve ser do "paladino da discórdia", em referência ao ex-chefe do Executivo.

A declaração foi dada em evento de assinatura da Lei Paulo Gustavo, na noite desta quinta-feira, 11, em Salvador.

Uma reportagem do portal Metrópoles publicada na quarta-feira, 10, revelou que a família de Cid mantém um trust (Cid Family Trust) nos Estados Unidos, detentor até de uma mansão avaliada em R$ 8,5 milhões na Califórnia.

"Agora mesmo acabaram de descobrir uma casa de 8 milhões de dólares (sic) do, como é que chama ele? Do ajudante de ordem do Bolsonaro", disse Lula, durante o evento — o valor correto é R$ 8,5 milhões.

"Certamente uma casa de 8 milhões de dólares (sic) não é para o ajudante de ordem, certamente é para o paladino da discórdia, da ignorância, do negacionismo."

Errata: este conteúdo foi atualizado
Diferentemente do que informava o título, a mansão é avaliada em R$ 8,5 milhões, e não US$ 8 milhões, como disse o presidente Lula. O texto foi corrigido.