Valls diz que França pode sofrer novos atentados

MUNIQUE, 13 FEV (ANSA) - O primeiro-ministro da França, Manuel Valls, afirmou neste sábado (13) que há possibilidades do país ser alvo de novos atentados terroristas como os organizados pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI, ex-Isis) no ano passado. "Estamos em guerra porque o terrorismo deve ser combatido", disse Valls, em Munique. "Haverá muitos ataques e grandes atentados, isto é certo. A ameaça não se reduzirá, mesmo que nós queiramos. A ameaça é mundial".   

De acordo com Valls, a batalha contra o terror durará um longo tempo, "talvez uma geração inteira". O premier defendeu que é necessário encontrar estratégicas contra a radicalização e contra a fascinação ideológica."Existem milhares de extremistas na França, inclusive mulheres", disse Valls.   

A declaração de Valls foi dada em uma reunião de autoridades em Munique, na Alemanha, para uma conferência sobre segurança que tem analisado também o terrorismo e a crise imigratória.   

No ano passado, a França foi alvo de ataques terroristas que chocaram a população e o mundo. Em janeiro, dois jihadistas abriram fogo contra a redação do jornal satírico "Charlie Hebdo", em uma massacre. Em novembro, o Estado Islâmico articulou uma série de atentados simultâneos em Paris que deixaram 130 mortos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos