Obama apresenta plano para fechar prisão de Guantánamo

NOVA YORK, 23 FEV (ANSA) - O presidente norte-americano, Barack Obama, apresentará hoje, dia 23, diante do Congresso o plano da Casa Branca e do Pentágono para o fechamento da prisão de Guantánamo. A medida é uma das bandeiras do governo de Obama e foi uma de suas principais promessas de campanha eleitoral em 2008. O mandatário também já disse que gostaria de conseguir fechar o local antes de deixar a Presidência, no final deste ano.   

Aberto há mais de uma década, após os atentados do dia 11 de setembro de 2001, no auge da chamada "Guerra ao Terror" o local é constante alvo de críticas por seus métodos não ortodoxos e pelo fato de que os detidos no local não chegaram a passar por julgamento. Organizações humanitárias ainda alegam que Guantánamo é palco de violações dos direitos humanos e de tortura.   

Além disso, a instituição é uma fonte de gastos muito grande para o governo. Especialistas ainda alegam que Guantánamo é utilizada como propaganda contra os Estados Unidos por extremistas islâmicos como forma de recrutar novos militantes.   

Mais de 90 pessoas continuam presas na base militar localizada em Cuba. Uma parte do prisioneiros deve ser enviada a outros países, enquanto detentos considerados mais perigosos devem ser levados a penitenciárias de segurança máxima em solo norte-americano.   

Muitos congressistas, não apenas da oposição republicana, que é maioria na Casa, são contrários ao fechamento do estabelecimento. Anúncio deve ser feitos menos de um mês antes de visita histórica do mandatário à ilha caribenha. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos