Argentina se desvincula da emissora chavista Telesur

BUENOS AIRES, 28 MAR (ANSA) - O governo de Mauricio Macri anunciou a desvinculação da Argentina do canal sul-americano Telesur, uma iniciativa do ex-líder venezuelano, Hugo Chávez.   

No último domingo, dia 27, a gestão de Macri, de linha neoliberal, anunciou que Buenos Aires irá se desligar da empresa de comunicação de língua espanhola. Segundo o ministro argentino de Comunicações, Hermann Lombardi, o país tem sido deixado de lado de decisões ligadas a temas financeiros e editoriais. "Trata-se de um projeto televisivo interessante, mas não existe pluralismo na Telesur", disse, em entrevista à rádio "Vorterix". A Telesur, apresentada como uma alternativa progressista dentro da mídia regional, foi lançada em 2005 com fundos de seis governos regionais aliados ao chavismo, entre eles Cuba e Bolívia. Crise diplomática - Desde sua campanha eleitoral, no ano passado, Macri apóia os chamados "presos políticos", opositores ao governo de Nicolás Maduro detidos na Venezuela. Ele, inclusive, defende a saída do país do Mercosul, alegando que Caracas não respeita os princípios democráticos do bloco.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos