Polícia prende 12 membros da Camorra em Nápoles

NÁPOLES, 14 JUN (ANSA) - A polícia italiana prendeu hoje 12 pessoas que estariam ligadas à organização mafiosa Camorra em um esquema de contratos de limpeza de hospitais e de outros prédios públicos da cidade de Nápoles.   

As detenções foram destinadas a altos membros do clã "Lo Russo" a administradores e consultores da sociedade especializada no setor de limpeza Kuadra e a funcionários públicos do Hospital Santobono-Pausilipon.   

A investigação foi conduzida pelos policiais da Direção Distritual Antimáfia (DDA) Henry John Woodcok e Enrica Parascandolo, e coordenada pelo promotor Filippo Beatrice.   

As 12 pessoas foram acusadas de crimes de associação criminosa com a máfia, conluio criminoso com associação mafiosa, corrupção, extorsão, posse de grandes quantidades de drogas e fraude de licitação.   

Também estariam ligados a episódios de corrupção e de fraude de licitação funcionários públicos do Hospital Santobono-Pausilipon que teriam favorecido a sociedade Kuadra nas operações relativas a um concurso público para o fornecimento de serviços de limpeza. Além disso, foi provado que o clã Lo Russo atua em outros contratos de limpeza das principais estruturas médicas e sanitárias de Nápoles. Durante a operação, o edifício da Kuadra, que também conta com sedes em Roma e Gênova, assim como suas ações e todo o patrimônio da sociedade, foram confiscados.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos