Embaixador da Rússia na ONU morre após ataque cardíaco (2)

MOSCOU, 20 FEV (ANSA) - O embaixador da Rússia nas Nações Unidas (ONU), Vitaly Churkin, morreu "repentinamente" nesta segunda-feira (20), provavelmente vítima de um ataque cardíaco.   

A informação foi divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores de Moscou. O diplomata representava o governo russo na ONU desde 1º de maio de 2006 e estava a um dia de completar 65 anos de vida. Ele ainda chegou a ser levado de seu escritório nas Nações Unidas para um hospital de Nova York, mas não resistiu.   

Antes de se mudar para os EUA, Churkin foi embaixador em países como Canadá e Bélgica, representante da Rússia nas negociações relativas aos conflitos na ex-Iugoslávia e diretor do Departamento de Informações do Ministério das Relações Exteriores.   

Na ONU, trabalhou para bloquear resoluções contra seu país no Conselho de Segurança por conta da anexação da Crimeia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos