China pede diálogo entre EUA e Coreia do Norte

NOVA YORK, 28 ABR (ANSA) - O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, disse durante a reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) nesta sexta-feira (28) que é necessário haver diálogo entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte para que não aconteça uma guerra nuclear.   

Wang Yi afirmou que o uso da força não resolve as diferenças, mas causa mais desastres. Ele ainda fez um apelo para os dois países para que ambos evitem atos provocativos e "exerçam a moderação". Além disso, o chanceler pediu para que a promoção de acordos de paz fossem reforçados entre Coreia do Norte e Estados Unidos. Desde que assumiu o mandato de presidente dos EUA, Donald Trump tem aumentado o tom de ameaça contra o governo de Pyongyang e iniciou uma série de movimentos militares contra o país. Por outro lado, o ditador Kim Jong-un também ameaçou atacar os navios norte-americanos que estão na península coreana e iniciar uma "guerra nuclear".   

Além disso, Trump tem exigido que a China - aliada comercial de Pyongyang - faça mais pressão e controle os atos do ditador.   

Caso os chineses não façam isso, o republicano afirmou que "resolverá sozinho" a crise. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos