Sem apoio, diretor-geral da RAI pede demissão

ROMA, 26 MAI (ANSA) - O diretor-geral da emissora pública de rádio e televisão italiana, a RAI, Antonio Campo Dall'Orto, pediu demissão nesta sexta-feira (26), quatro dias depois de o conselho de administração da empresa ter rechaçado seu novo plano de informação.   

A renúncia foi comunicada ao ministro das Finanças da Itália, Pier Carlo Padoan, durante uma reunião em Roma, mas só deve ser formalizada dentro de duas semanas. Dall'Orto ainda entregará uma carta de demissão à presidente da RAI, Monica Maggioni, e ao conselho da companhia.   

O plano de informação apresentado pelo diretor-geral previa a criação de um novo site de notícias, o "RAI24", mas contou com o apoio de apenas um conselheiro, Guelfo Guelfi, aliado do ex-primeiro-ministro Matteo Renzi.   

No entanto Dall'Orto já enfrentava muita resistência dentro da empresa e no Parlamento, tanto do lado da situação quanto no da oposição, o que mostra a dificuldade em desassociar a emissora da política.   

Ele havia sido nomeado para comandar a RAI após o governo, na época guiado por Renzi, ter aprovado uma reforma na empresa.   

O objetivo era fazer a emissora operar nos mesmos moldes da britânica BBC. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos