Papa pede 'moderação' para reduzir tensão em Jerusalém

CIDADE DO VATICANO, 23 JUL (ANSA) - Após uma semana sangrenta e de tensão elevada entre palestinos e israelenses em Jerusalém, o papa Francisco fez um apelo neste domingo (23) para incentivar o diálogo de paz. "Acompanho com preocupação as graves tensões e violências destes últimos dias em Jerusalém. Sinto a necessidade de expressar um apelo à moderação e ao diálogo. Peço que se unam a mim nas orações para que o Senhor inspire todos para o propósito da reconciliação e da paz", disse o líder católico na tradicional celebração do Ângelus, no Vaticano. Desde o atentado de 14 de julho contra a Esplanada das Mesquitas que deixou cinco mortos, as autoridades de Israel aumentaram as medidas de vigilância e irritaram os palestinos. Foram colocados detectores de metais na entrada da Esplanada e somente homens com mais de 50 anos tiveram o acesso permitido à Esplanada das Mesquitas para as tradicionais orações de sexta-feira. Nos últimos dois dias, quatro palestinos morreram em enfrentamentos com as forças de segurança em Jerusalém Leste e na Cisjordânia, enquanto três israelenses foram assassinados por um palestino durante um jantar. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos