Ex-estrategista de Trump fecha acordo com procurador

NOVA YORK, 17 JAN (ANSA) - O ex-estrategista-chefe da Casa Branca Steve Bannon fechou um acordo com o procurador especial do "caso Rússia", Robert Mueller, para ser interrogado pelos investigadores do Departamento de Justiça.   

Com isso, Bannon evita, ao menos por enquanto, um depoimento ao "grande júri" convocado por Mueller para aprofundar as investigações sobre a suposta interferência de Moscou nas eleições presidenciais de 2016 e eventuais conluios entre o Kremlin e a campanha de Donald Trump.   

Segundo a imprensa norte-americana, o acordo entre Bannon e o procurador indica que ele pode estar disposto a cooperar com o inquérito. Demitido pelo presidente em agosto, o ex-estrategista-chefe era considerado a mente ideológica por trás do conservadorismo do republicano e deu declarações duras sobre Donald Trump Jr. a um livro.   

Segundo Bannon, o primogênito do mandatário dos EUA agiu de maneira "subversiva" e "antipatriota" ao se reunir com uma advogada russa que alegava ter informações comprometedoras sobre a democrata Hillary Clinton, em junho de 2016. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos