PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Tribunal europeu nega recurso de terrorista de Utoya

21/06/2018 17h26

ESTRASBURGO, 21 JUN (ANSA) - O Tribunal Europeu de Direitos Humanos rejeitou um recurso apresentado por Anders Behring Breivik, terrorista de extrema direita autor dos atentados de 2011 na Noruega.   

O advogado de Breivik alegava que suas condições na prisão eram "desumanas", o que teria provocado um aumento de sua radicalização neonazista. Mas, para a Corte, o pedido é "inadmissível". O tribunal afirma que "não foi verificada nenhuma violação, portanto, a manifestação é infundada e inadmissível".   

Os ataques conduzidos por Breivik aconteceram em 22 de julho de 2011 e começaram com uma explosão em uma zona de edifícios do governo na capital do país, Oslo, que matou oito pessoas e feriu outras 209. Depois, o terrorista foi para um acampamento de verão na ilha de Utoya, vestido de policial, e atirou contra jovens, sendo que 69 deles morreram.   

O extremista cumpre pena de 21 anos de prisão em regime solitário, maior condenação da história da Noruega. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional