PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Itália inicia demolição de ponte que desabou e matou 43 em Gênova

Uma parte da ponte de cerca de 50 metros de altura caiu sobre um rio, alguns trilhos de trem e construções - Antonio Calanni/AP
Uma parte da ponte de cerca de 50 metros de altura caiu sobre um rio, alguns trilhos de trem e construções Imagem: Antonio Calanni/AP

20/12/2018 18h48

A ponte Morandi, em Gênova, cujo desabamento no dia 14 de agosto deixou 43 mortos, começou a ser demolida nesta quinta-feira (20), informou o prefeito da cidade italiana, Marco Bucci. "A demolição tem um enorme valor simbólico, mas também real. O valor simbólico é lindo, mas vamos lembrar que [a ponte] está começando a ser realmente demolida, como nos planos", disse o político.   

A primeira área a ser destruída é a próxima a empresa Amiu - que cuida dos serviços de limpeza urbana, onde está o Ecolegno e a Fábrica de Reciclagem, danificados pelo desmoronamento. A demolição dessa localização é necessária para liberar a região oeste da ponte. A nova ponte de Gênova será construída pela empresa Salini Impregilo, com a Fincantieri, com um projeto cedido pelo arquiteto genovês e ícone mundial Renzo Piano.   

O projeto do viaduto custará 202 milhões de euros. A previsão é que ele seja entregue em até 12 meses (dezembro de 2019), com a construção a ser iniciada em março. 

Internacional