PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Marrocos prende mais 9 por assassinato de duas turistas

21/12/2018 16h39

SÃO PAULO, 21 DEZ (ANSA) - A polícia marroquina anunciou nesta sexta-feira (21) que deteve mais nove pessoas suspeitas de envolvimento no assassinato de duas jovens turistas - norueguesa e dinamarquesa -, cujos corpos já foram repatriados. A tragédia ocorreu na última segunda-feira (17), quando os corpos das duas mulheres foram encontrados por outros turistas nas montanhas do Alto Atlas marroquino. Ambas tinham sinais de esfaqueamento no pescoço, sendo que uma delas foi decapitada. A polícia marroquina identificou as vítimas como Louisa Vesterager Jerspen, 24 anos, dinamarquesa, e Maren Ueland, 28 anos, norueguesa De acordo com as autoridades, dois vídeos estão circulando nas redes sociais, sendo um gravado durante a "execução" de uma das turistas, o que apontaria para uma ação terrorista, e o outro mostra os suspeitos jurando lealdade ao grupo extremista Estado Islâmico (EI).   

Procuradores marroquinos afirmaram que quatro homens presos nesta semana apareceram no vídeo gravado antes dos assassinatos.   

A polícia norueguesa, por sua vez, informou que tem quase certeza que a filmagem da execução é real. Câmeras de segurança revelaram que três pessoas montaram uma barraca perto do local onde as vítimas foram localizadas, informou a imprensa marroquina. Ao todo, 13 pessoas já foram detidas. Os corpos de Jerspen e Ueland foram levados da cidade marroquina de Casablanca para a Dinamarca hoje (21). As duas eram estudantes da Universidade do Sudeste da Noruega. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional