PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Hungria remove estátua de 'herói' Imre Nagy e gera polêmica

28/12/2018 19h13

ROMA, 28 DEZ (ANSA) - As autoridades da Hungria removeram nesta sexta-feira (28) uma estátua de Imre Nagy, líder da revolta húngara de 1956, de uma praça no centro de Budapeste.   

A decisão gerou polêmica no país e alguns críticos acusam o governo nacionalista do primeiro-ministro Viktor Orbán de revisar a história do país.   

A estátua de Nagy, erguida em 1996 na Praça dos Mártires, será substituída por um monumento às vítimas de um regime comunista de 1919, antes da Segunda Guerra Mundial. A mudança faz parte da luta cultural e da identidade do governo Orbán contra os valores do liberalismo e à esquerda húngara.   

A obra será transferida para a Praça Jaszai Mari, um local ao norte do prédio do Parlamento.   

Durante a Revolução Húngara de 1956, Nagy defendeu a autonomia do país em relação à União Soviética e reformas democráticas. Em 1953, foi nomeado primeiro-ministro do país, mas dois anos depois foi derrubado pelos stalinistas. No entanto, com uma revolução nas ruas, o governo caiu, e ele foi recolocado no cargo de premier da Hungria. Nagy foi enforcado no dia 16 de junho de 1958 e desde então se tornou um herói nacional. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional