PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Premier do Paquistão anuncia que libertará piloto indiano

28/02/2019 09h42

ISLAMABAD E NOVA DÉLI, 28 FEV (ANSA) - O primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan, anunciou que irá libertar na próxima sexta-feira (29) um dos pilotos da força aérea indiana capturado ontem(27) como um "gesto de paz".   

A decisão foi revelada nesta quinta-feira (28) depois que o premier disse no Parlamento que o Paquistão estava focado na tentativa de reduzir a escalada de tensão com a Índia. Na última quarta, em mais um episódio da escalada da tensão na Caxemira, a Aeronáutica do Paquistão abateu dois jatos militares indianos que teriam invadido seu espaço aéreo. Os dois pilotos foram capturados, sendo que um foi internado e outro está sob custódia. "Estamos prontos para entregar o piloto indiano se isso levar a uma desescalada" da crise entre as duas nações, afirmou um porta-voz do Paquistão, citando o ministro Shah Mehmood Qureshi.   

Mais cedo, a agência de notícias indiana Ians informou que o Exército paquistanês violou repetidamente o cessar-fogo na área de Poonch, na Caxemira, ao longo da chamada linha de controle, na fronteira com a Índia. De acordo com a publicação, os militares bombardearam a área pelo sétimo dia consecutivo. Todas as escolas foram fechadas e o governo indiano pediu para os moradores permanecerem em suas casas. Os dois países são potências nucleares e reivindicam o domínio da Caxemira em sua integridade. A escalada de violência teve início após de tropas indianas dispararem tiros de morteiro contra civis, segundo as forças paquistanesas, na Caxemira.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional