Topo

Erdogan diz que ex-presidente do Egito foi assassinado

2019-06-19T10:45:00

19/06/2019 10h45

ANCARA, 19 JUN (ANSA) - O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta quarta-feira (19) que o ex-presidente do Egito Mohammed Morsi, que morreu após passar mal durante um julgamento por espionagem no dia 17 de junho, foi assassinado. "Morsi foi assassinado, não morreu por causas naturais", disse o líder turco, acusando as autoridades egípcias de não intervirem para salvar seu aliado. "Morsi estava lutando no chão no tribunal por 20 minutos.   

Autoridades infelizmente não intervieram para salvá-lo", acrescentou Erdogan durante um discurso transmitido na TV em Istambul. De acordo com a TV estatal egípcia, o ex-mandatário morreu em decorrência de uma "crise cardíaca".   

Expoente da Irmandade Muçulmana, Morsi foi eleito presidente em 2012, na primeira eleição livre no Egito depois da queda do ditador Hosni Mubaral, mas acabou derrubado por um golpe militar no ano seguinte. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Internacional