Topo

Polícia da Itália e FBI prendem 19 mafiosos

17/07/2019 09h03

PALERMO, 17 JUL (ANSA) - Uma operação conjunta da Polícia de Estado da Itália em Palermo, na Sicília, e do departamento do FBI em Nova York, Estados Unidos, prendeu nesta quarta-feira (17) 19 pessoas de um clã mafioso que tem conexões com a criminalidade organizada americana.   

Entre os detidos estão Francesco e Tommaso Inzerillo, respectivamente irmão e primo de Totuccio Inzerillo, assassinado pelo clã dos Corleone, comandado por Salvatore "Totò" Riina, durante a guerra pelo controle da máfia nos anos 1980.   

A investigação desvendou a ligação entre o clã de Passo di Rigano, em Palermo, e a poderosa família Gambino, uma das que dominam o crime organizado em Nova York. A operação conjunta foi batizada de "New connection" ("Nova conexão", em tradução livre).   

Os 19 presos são acusados de associação mafiosa, extorsão agravada, transferência fraudulenta de valores e concorrência desleal agravada por método mafioso. Entre eles está o prefeito de Torretta, na Sicília, Salvatore Gambino.   

Dizimado por Riina nos anos 1980, o clã de Passo di Rigano, nome de um bairro homônimo de Palermo, conseguiu se reconstruir nas décadas seguintes, voltando a ocupar posição de destaque na Cosa Nostra.   

Os Inzerillo, que haviam sido forçados a fugir para os Estados Unidos, onde viveram sob a proteção da família Gambino, retornaram à Itália no início dos anos 2000 e reconstruíram seu clã mafioso, graças também a acordos com os velhos inimigos. "Atingimos um território particularmente importante para a Cosa Nostra. Constatamos que aqueles que haviam sido forçados ao exílio por Riina voltaram a desenvolver atividades criminosas", disse o procurador Francesco Lo Voi, que lidera o inquérito.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional