PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Esse conteúdo é antigo

Papa Francisco está resfriado, diz porta-voz do Vaticano

Papa Francisco durante oração semanal do Angelus, na Praça de São Pedro, no Vaticano - VATICAN
Papa Francisco durante oração semanal do Angelus, na Praça de São Pedro, no Vaticano Imagem: VATICAN

Cidade do Vaticano

03/03/2020 16h16

O diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, Matteo Bruni, confirmou hoje que o papa Francisco foi diagnosticado apenas com um resfriado, "sem sintomas atribuíveis a outras patologias". De acordo com o porta-voz da Santa Sé, o pontífice celebra normalmente "a missa diária e segue os exercícios espirituais que estão ocorrendo na Divina Casa mestre em Ariccia", onde é realizado um retiro de Quaresma da Cúria até a próxima sexta-feira (6).

A declaração de Bruni foi divulgada horas após o jornal romano Il Messaggero informar que o líder religioso teria testado negativo para a covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), que já contaminou mais de 2,5 mil pessoas na Itália e matou dezenas de pessoas.

A notícia foi revelada em meio às preocupações sobre a saúde do pontífice, que cancelou audiências nos últimos dias e sua participação no retiro espiritual.

"Papa Francisco, atingido por um resfriado, teria se submetido a um teste por precaução, resultando, obviamente, negativo", escreve o jornal.

O Vaticano adotou medidas de precaução para evitar que o novo coronavírus chegue ao país, incluindo controles mais rígidos em seus principais acessos. Segundo o Messaggero, os Museus Vaticanos já sofreram uma queda de 60% no público nos últimos dias.

Algumas áreas recebem atenção especial, como a Casa Santa Marta, residência oficial de Francisco, e o ex-mosteiro Mater Ecclesiae, lar do papa emérito Bento 16. O objetivo do Vaticano é limitar ao máximo possível todos os contatos com o papa emérito e o atual pontífice, que têm, respectivamente, 92 e 83 anos.

Internacional