PUBLICIDADE
Topo

Nova York começa a cavar covas coletivas para vítimas do coronavírus

10/04/2020 09h26Atualizada em 10/04/2020 13h02

WASHINGTON, 10 ABR (ANSA) - Com mais casos do novo coronavírus (Sars-CoV-2) do que qualquer outro país do mundo, o estado americano de Nova York começou a cavar covas comuns para sepultar seus mortos.

Imagens de um drone divulgadas pela rede britânica BBC mostram um enterro em massa de vítimas da covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, em uma cova comum em Hart Island, no distrito do Bronx, um lugar tradicionalmente usado na cidade de Nova York para sepultar aqueles cujas famílias não podem arcar com um funeral ou um jazigo.

Segundo o balanço da Universidade Johns Hopkins, o estado de Nova York tem 161,8 mil dos 466,3 mil casos do novo coronavírus nos EUA, número maior do que o de qualquer outro país no mundo. Nova York também tem mais de 7.000 mortos, sendo 5.100 apenas em sua principal cidade.

Já os EUA inteiros contabilizam cerca de 17 mil óbitos.

Coronavírus