PUBLICIDADE
Topo

Urso foge de cativeiro na Itália pela segunda vez

Após dez meses desaparecido, o urso foi capturado em abril, no entanto, fugiu novamente - Raymond Roig/AFP
Após dez meses desaparecido, o urso foi capturado em abril, no entanto, fugiu novamente Imagem: Raymond Roig/AFP

Da ANSA, em Trento

27/07/2020 08h55

Um urso que havia sido capturado no fim de abril após mais de 10 meses de buscas conseguiu fugir novamente de um cativeiro no extremo-norte da Itália.

A fuga foi anunciada na manhã desta segunda-feira (27) pelo governador da província autonomia de Trento, Maurizio Fugatti. O urso M49 estava recluso no centro de recuperação de fauna alpina de Casteller, na cidade de Trento, de onde já havia escapado um ano atrás.

No entanto, se daquela vez o animal fugira escalando a rede de proteção, agora ele conseguiu escapar rasgando a rede eletrificada que cerca o recinto. "Desta vez, contudo, o animal está com um rastreador, e acreditamos que vamos poder localizá-lo rapidamente", disse Fugatti.

O urso é considerado responsável por matar rebanhos, causar danos ao patrimônio e invadir áreas públicas e privadas na província. Ele estaria agora em uma área perto do Monte Marzola, nos arredores da cidade de Trento.

"A nova fuga do M49 demonstra claramente a incompatibilidade da vida de um urso dentro da estrutura do Casteller. O M49 está lutando pela sua liberdade, é um animal selvagem que não pode ser segregado em um recinto. Ele deve ser deixado em paz, livre para viver sua vida", diz uma nota da associação ambientalista LAV (Liga Antivivissecção).

Recentemente, o governador Fugatti emitiu uma ordem para abater outro exemplar da espécie, a ursa JJ4, após ela ter atacado dois homens que faziam uma trilha, mas a decisão foi revogada pela Justiça Administrativa, que pediu para a província tentar outras medidas, como a captura do animal.

Internacional