PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Reino Unido, EUA e Canadá ampliam sanções contra Belarus

Reino Unido, Estados Unidos e Canadá anunciaram a ampliação de suas sanções econômicas e políticas contra membros do governo de Belarus, horas após a União Europeia também ampliar suas punições - AFP
Reino Unido, Estados Unidos e Canadá anunciaram a ampliação de suas sanções econômicas e políticas contra membros do governo de Belarus, horas após a União Europeia também ampliar suas punições Imagem: AFP

21/06/2021 12h14Atualizada em 21/06/2021 12h47

Os governos do Reino Unido, dos Estados Unidos e do Canadá anunciaram nesta segunda-feira (21) a ampliação de suas sanções econômicas e políticas contra membros do governo de Belarus, horas após a União Europeia também ampliar suas punições.

Os britânicos anunciaram uma nova lista com sete pessoas ligadas ao presidente Aleksandr Lukashenko e uma organização jurídica entre os alvos. Já norte-americanos e canadenses puniram com sanções financeiras 16 pessoas e cinco empresas de Belarus.

A nova rodada de sanções ocorre após o governo obrigar um voo da Ryanair, em 23 de maio, a pousar em Minsk por conta de uma suposta ameaça de bomba a bordo. A aeronave, que ia da Grécia para a Lituânia, ficou cerca de seis horas na capital do país e nada foi encontrado. Porém, um passageiro foi preso: trata-se do jornalista opositor ao governo Lukashenko, Roman Protasevich.

Internacional