PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

EUA: Obama diz que decisão do Supremo sobre aborto 'ataca liberdades'

Ex-presidente dos EUA Barack Obama - Ritzau Scanpix/Philip Davali via REUTERS
Ex-presidente dos EUA Barack Obama Imagem: Ritzau Scanpix/Philip Davali via REUTERS

Ansa, Nova York

24/06/2022 11h58Atualizada em 24/06/2022 12h25

O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama usou suas redes sociais para criticar a decisão da Suprema Corte do país de revogar o direito ao aborto legal.

"Hoje, a Suprema Core não apenas reverteu cerca de 50 anos de precedentes, mas relegou a decisão mais intensamente pessoal que alguém pode tomar aos caprichos de políticos e ideólogos - atacando as liberdades essenciais de milhões de americanas", afirmou o democrata.

Já a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, afirmou que a decisão é "cruel e escandalosa".

"Hoje, a Corte Suprema controlada pelos republicanos cumpriu a escura e extrema meta de tirar os direitos das mulheres sobre a decisão de seus próprios sistemas reprodutivos. Por causa de Donald Trump, Mitch McConnell [procuradora do Mississippi], o Partido Republicano e sua maioria na Corte Suprema, as mulheres de hoje têm menos liberdades que suas mães", disse Pelosi.

O líder dos republicanos na Câmara, Kevin McMacarty, por sua vez, disse que "aplaudia a decisão" dos juízes por "salvarem vidas".

Internacional