PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Vaticano vende prédio pivô de escândalo em Londres

 Basílica de São Pedro, na Cidade do Vaticano; prédio em Londres teria sido comprado com dinheiro que fiéis doam aos pobres - Mikhail Japaridze/TASS via Getty Images
Basílica de São Pedro, na Cidade do Vaticano; prédio em Londres teria sido comprado com dinheiro que fiéis doam aos pobres Imagem: Mikhail Japaridze/TASS via Getty Images

01/07/2022 10h03

O Vaticano concluiu a venda de um edifício em Londres que está no centro de um escândalo financeiro por suposto mau uso de donativos.

Comprado por 350 milhões de euros (valor desembolsado entre 2014 e 2018), o prédio foi repassado para a empresa de private equity Bain Capital por cerca de 215 milhões de euros (186 milhões de libras).

A conclusão da operação foi comunicada pela Administração do Patrimônio da Sé Apostólica (APSA), que diz que o prejuízo registrado entre a compra e a venda do imóvel foi coberto pelas reservas da Secretaria de Estado, sem afetar o Óbolo de São Pedro, sistema de arrecadação de doações da Igreja Católica.

"A APSA recebeu uma primeira rodada de 16 ofertas em setembro de 2021, objetos de due dilligence nos meses sucessivos, seguida de uma segunda rodada de três ofertas. A operação avançou nos últimos meses com a escolha do comprador e, por fim, o contrato de compra e venda", diz o órgão.

O prédio está no centro de um processo que tramita na Justiça do Vaticano porque teria sido comprado com recursos do Óbolo, que geralmente são usados para ações de caridade. O caso já provocou a renúncia do poderoso cardeal Angelo Becciu ao cargo de prefeito da Congregação para as Causas dos Santos.

Na época da compra do prédio, Becciu era o "número 2" da Secretaria de Estado do Vaticano, principal dicastério da Cúria Romana e gestora do Óbolo de São Pedro. Ele nega que tenha usado donativos na aquisição do imóvel.

Internacional