Conteúdo publicado há 2 meses

Papa diz a Israel que 'não se pode responder terror com terror'

ROMA, 30 NOV (ANSA) - Em um telefonema descrito como "tenso", o papa Francisco disse ao presidente de Israel, Isaac Herzog, que "não se pode responder o terror com terror".

A informação foi revelada nesta quinta-feira (30) pelo jornal Washington Post, citando uma fonte israelense que não foi identificada. A conversa entre o religioso e o mandatário ocorreu no ano passado.

O periódico acrescentou que Herzog rebateu a crítica de Francisco, reiterando a posição de que o governo estava fazendo o que era necessário na Faixa de Gaza para defender seu povo.

O líder da Igreja Católica prosseguiu dizendo que os culpados deveriam ser responsabilizados, e não os civis.

A conversa privada entre o Papa e Herzog, segundo o jornal, teria influenciado as interpretações negativas israelenses da declaração do religioso sobre o conflito no enclave palestino, durante a audiência geral de 22 de novembro.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora