Imagens da BBC mostram tropas iraquianas avançando por Mossul, reduto do Estado Islâmico

As forças iraquianas avançaram pela cidade de Mossul, reduto do autodenominado Estado Islâmico (EI) no Iraque.

Ian Pannell, jornalista da BBC que está acompanhando a operação, afirma que os soldados e membros das forças especiais estão se movendo com cautela devido ao temor de emboscadas e dos túneis secretos que podem ser usados pelos extremistas para ataques e armadilhas.

Os militares do Serviço Antiterrorismo de Elite retomaram a área de Kukjali, no leste da cidade, e conseguiram chegar até o bairro de Karama na terça-feira.

Esta é a primeira vez que eles conseguem entrar em Mossul desde que a cidade iraquiana foi tomada pelos extremistas, em junho de 2014.

De acordo com Pannell, os militantes que ficam e tentam lutar contra a retomada acabam mortos - os que fogem tentam se esconder nos bairros.

Nesta quarta-feira, as tropas afirmaram à agência de notícias Associated Press que o avanço foi paralisado devido ao mau tempo, que está prejudicando a visibilidade.

Por enquanto, os soldados estão se movendo de casa em casa, tentando garantir a segurança dos civis que ainda estão em Mossul.

Cerca de 50 mil membros das forças de segurança iraquianas, combatentes curdos peshmergas, membros de tribos árabes sunitas e milicianos xiitas estão envolvidos na operação para retomar a cidade, que começou no dia 17 de outubro.

A ação também está recebendo o apoio aéreo e terrestre de uma coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

Mossul, no norte do Iraque, fica no coração da região sunita, em uma província rica em petróleo, próxima da Síria e das posições do EI no deserto. É também a segunda maior cidade do país.

Seu valor estratégico só é comparável ao seu peso simbólico. A conquista de Mossul em 2014 se tornou símbolo do poder dos extremistas - foi ali que seu líder máximo, Abu Bakr al-Baghdadi, proclamou seu califado.

Isso explica porque muitos dos inimigos do Estado Islâmico deixaram diferenças de lado para tentar dar um golpe decisivo contra os extremistas na cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos