Olimpíada de Tóquio planeja show com estrelas cadentes artificiais

Uma iniciativa ambiciosa pode viabilizar uma "queima de fogos" jamais vista durante a abertura da Olimpíada de 2020, em Tóquio - o show deve ter início no espaço.

O Projeto Tela no Céu espera colorir os céus do Japão com estrelas cadentes criadas artificialmente.

O plano inclui colocar um microssatélite na órbita da Terra, que lançaria partículas que produziriam cores diferentes ao entrar em contato com a atmosfera.

Elas poderão ser direcionadas para qualquer localidade pré-selecionada e ser vistas em um raio de 200 quilômetros.

O satélite carregaria cerca de mil pequenas cápsulas com o material que produziria as "estrelas cadentes".

Cientistas vêm trabalhando há cinco anos nessa tecnologia, que pode marcar o início de uma nova era dos fogos de artifício.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos